Os 10 erros HTTP mais comuns

by Sandra Vale

Ao visitar um website, o browser envia um pedido para o servidor no qual o seu website se encontra alojado. O servidor recebe essa mesma solicitação, processa-a, enviando a resposta com os recursos solicitados (como por exemplo, CSS, IMAGENS, PHP, HTML, etc.) e com um header HTTP. Por vezes, ao aceder a determinado website, é comum surgir uma mensagem de erro HTTP (HyperText Transfer Protocol). Quando é apresentado um desses códigos de erro, é sinal de que existe algum de tipo de falha no que respeita ao acesso à página.

De forma a que possa validar o porquê desse erro é necessário que tenha em consideração qual o erro despoletado no acesso, isto porque existe uma lista extensa de erros, e só através da identificação do mesmo é que poderá saber como proceder.

Os erros HTTP estão divididos em 5 classes de resposta distintas, sendo que o primeiro digito do número do código correspondente à sua classe. As 5 classes de erro são:

  • 1XX – Informativa
  • 2XX – Sucesso
  • 3XX – Redirecionamento
  • 4XX – Erro de Cliente
  • 5XX – Outros erros

De referir que existem, ao nível do Painel do Controlo, estatísticas que poderá consultar com o intuito de ajudar a detetar os erros  HTTP existentes:

cPanel – Status Code Report

 

Plesk – Error Code

 

Existindo muitos códigos de erro, selecionamos uma lista com os dez erros mais comuns, explicando qual o significado dos mesmos e como poderá, eventualmente, proceder para solucionar o problema.

  • 200 (OK): Significa que a sua página está OK, e que o website é carregado normal e corretamente.
  • 301 (Moved Pernanently): Indica que o recurso solicitado foi atribuído a um novo URI e que referências futuras devem utilizar URI’s devolvidos. Resumidamente, este erro devolve ao browser a informação de que a página ou o website ao qual tentou aceder, apresenta uma alteração permanente do endereço.  Poderá resolver este erro, recorrendo a um Redirect 301, o qual transmitirá de forma quase integral a autoridade do antigo domínio para o atual.
    •  As três situações mais comuns em que fará sentido utilizar o Redirect 301 são:
      • Migração de Paginas que já não existem (erro 404);
      • Migração de Websites;
      • Evitar Duplicação de Conteúdo.
  • 400 (Bad request): Este erro ocorre devido a incongruências do lado do cliente e do próprio servidor.  Quando o fluxo de informação enviado, pelo browser, não respeita as regras do protocolo HTTP, o servidor não sabe como processar a solicitação. Pode surgir quando o utilizador está a aceder através de ligação instável, tem o sistema operativo desprotegido, problemas com o browser ou de cache.
  • 403 (Forbidden):  Surge quando o servidor rejeita o pedido. Normalmente, a razão mais comum para que surja este aviso é quando o detentor do website não concede as permissões corretas para que o utilizador possa visualizar a página visitada.
  • 404 (Not found): Este é um dos erros mais conhecidos pelos visitantes, e indica que a página que está a visitar não foi encontrada, ou seja, o recurso já não está disponível. O erro 404 é um tipo de erro que não está relacionado com o servidor, mas sim com o website em si, isto é, o utilizador consegue aceder ao website, existe resposta por parte do mesmo, no entanto, a página ou conteúdo solicitado não conseguem ser localizados.
    • Um dos procedimentos a implementar no desenvolvimento do seu website, de forma a minimizar o impacto de erros 404 no seu website, é a criação de uma página 404 personalizada, onde poderá, por exemplo, apresentar a lista das páginas mais visitadas do website, ou dos produtos ou serviços de maior relevância;
    • Se a página em causa tiver sido removida ou a tenha substituído e criado um redirecionamento, é devolvido o código 301, reencaminhando o utilizador para a página correta;
    • Se considera que a página poderá ter sido incorretamente com um erro 404 , poderá recorrer à “Ferramenta de inspeção de URL” da Google Search Console para analisar o conteúdo renderizado e qual o código HTTP devolvido.
  • 500 (Internal server error): Trata-se de um dos erros mais frequentes, e significa que existe algo, ao nível do servidor, que está a impedir o acesso à website ou à página que está a ser visitada. Pode resultar de uma falha inesperada que impede que o servidor o conecte à página ou permissões incorrectas dos ficheiros do site. Muitas vezes, quando um determinado website está a receber demasiado tráfego, poderá ser devolvido o erro 500.  Apesar de ser um erro do lado do servidor, limpe a cache e as cookies do seu browser, e tente visitar novamente a página.
  • 502 (Bad gateway): Diz respeito a um problema de comunicação entre dois servidores. Por vezes, um servidor é utilizado como intermediário entre o utilizador e um outro servidor, como, por exemplo, quando faz um acesso por proxy. Esse erro ocorre, devido a uma resposta invalida do servidor que se encontra acima na hierarquia. De referir que apesar de esse servidor poder estar a funcionar incorretamente, o motivo mais frequente para o referido erro é a incongruência entre protocolos para a troca de informação entre os servidores.
  • 503 (Service unavailable): Este erro poderá corresponder a uma situação temporária. Por isso, se visitar um website e for apresentada esta mensagem é sinal de que o servidor poderá não estar disponível, devido a uma manutenção programada ou a excesso de tráfego no website. Faça refresh à pagina ou tente aceder, novamente, mais tarde.
  • 504 (Gateway timeout): O erro 504 é gerado devido a problemas de troca de informação entre servidores. Se tentar aceder a um website e for devolvido este erro, significa que o servidor não está a enviar os dados para o servidor ao qual está ligado. Como o servidor não consegue receber o fluxo de dados em tempo útil, gera o 504.  É um tipo de erro relacionado com a rede, como tal, apenas quem tem acesso à infraestrutura da mesma, poderá receber. Aconselhamos, neste caso, que tente aceder novamente, passados uns minutos.
  • 508 (Resource Limit is reached ): O erro 508 é obtido quando a conta de alojamento em questão atingiu o limite de recursos. Este limite poderá ser de CPU, memória ou processos concorrentes. Poderá significar que o site tem algum problema e consome muitos recursos, ou simplesmente que os recursos alocados não são suficientes para suportar o volume de tráfego ou visitas.

Para além dos erros HTTP apresentados, adicionaria algum a esta lista? Quais os erros que costuma visualizar com maior frequência quando acede a um website?

Translate »